Mercado Livre de Energia reduz em R$ 23 bilhões custos com energia

Consumidor Livre - 21/10/2015

Prime Energy
Research

O Mercado Livre de Energia, que hoje representa cerca de 25% da demanda de energia no País, reduziu os custos da indústria com energia elétrica em R$ 23 bilhões nos últimos 11 anos. Nessa última década o custo médio da energia no Ambiente de Contratação Livre foi 17% menor do que a média do mercado cativo – tendo como base de cálculo para os gastos no Ambiente de Contratação Regulada a média das tarifas das 20 maiores distribuidoras que atuam no País nesse período.

A diminuição de custos aumenta a competitividade da indústria brasileira. Assim, se todo o mercado fosse livre, o custo de produção no Brasil chegaria a ser 40% mais baixo, considerando apenas a parcela da tarifa da energia, sem a parte do transporte do insumo. Esse patamar de valores para as fontes convencional e incentivada está em R$ 190/MWh para o primeiro semestre de 2016 e em cerca de R$ 160/MWh no período de quatro anos.

É verdade que essa relação varia com a expectativa de preços para o Mercado Livre de Energia. Ainda assim, a tendência para a tarifa das distribuidoras deverá incorporar itens como a conta ACR e a taxa de inflação, entre outros componentes que pressionam o valor das tarifas no médio e no longo prazo, além das incertezas acerca de outros riscos. Para a redução de preço hoje é necessário otimizar o portfólio de compra a menores custos, e isso está no Mercado Livre porque há competição entre as empresas.

WhatsApp