Mercado livre de energia cresceu 395% nos primeiros meses de 2016

Mercado Livre de Energia - 04/07/2016

Prime Energy
Research

As adesões de consumidores ao mercado livre de energia na Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) cresceram 395% entre janeiro e maio na comparação com o mesmo período de 2015.

Até o momento, 461 contratos de adesão foram aprovados contra os 93 pedidos aprovados durante o ano passado. O que tem impulsionado esse crescimento é a adesão dos consumidores especiais, que acrescentou 410 empresas associadas à CCEE até maio. Em 2015 foram feitas apenas 72 adesões nesse perfil, que contempla empresas com demanda entre 500 kW e 3MW e que devem adquirir energia de Pequenas Centrais Hidrelétricas ou de fontes incentivadas especiais, como eólica, biomassa ou solar.

A CCEE registrou 535 novos agentes no ano, um número 55% maior do que o número de adesões de 2015, quando houve 345 adesões. Na época, os consumidores do mercado livre representavam 27% dos novos associados, índice que subiu para 86% em 2016.

Os números confirmam que os aumentos de tarifa no Ambiente de Contratação Regulada (ACR) vêm impulsionando o movimento migratório, causado pela queda no Preço de Liquidação das Diferenças – PLD – e pela simplificação no Sistema de Medição e Faturamento. Os consumidores livres e especiais representam mais de 60% do total de agentes da CCEE. Atualmente, 3.729 agentes atuam no mercado de energia (15% mais do que em dezembro de 2015). Além dos 1.591 consumidores especiais e dos 671 consumidores livres, a Câmara de Comercialização conta com 1.144 produtores independentes, 178 comercializadores, 60 autoprodutores, 49 distribuidoras e 36 geradoras concessionárias de serviço público.

WhatsApp