Bandeira tarifária vermelha atuará no patamar 1 em dezembro

Aneel - 06/12/2017

Prime Energy
Research

Neste dezembro, a bandeira tarifária será vermelha no patamar 1, adicionando R$ 3,00 a cada 100 kWh (quilowatts-hora) consumidos. Uma ligeira evolução na situação dos reservatórios das usinas hidrelétricas em relação a novembro possibilitou a passagem para a bandeira vermelha no patamar 1. Apesar de não haver risco de desabastecimento de energia elétrica, é necessário reforçar as ações de incentivo ao uso consciente e de combate ao desperdício.

O sistema de bandeiras tarifárias foi criado pela ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica) para sinalizar o custo real da energia gerada, possibilitando aos consumidores usarem de forma mais consciente a energia elétrica. As bandeiras tarifárias funcionam de forma simples: as cores verde, amarela ou vermelha (nos patamares 1 e 2) indicam se a energia vai custar mais ou menos em função das condições de geração.

As bandeiras tarifárias visam sinalizar aos consumidores se há necessidade de usar energia produzida por usinas térmicas, que são mais caras, para compensar a geração hidráulica inibida pela falta de chuvas.

Aprimoramento do sistema de bandeiras

No dia 24/10/17, foi aprovada, durante Reunião Pública da Diretoria da ANEEL, uma audiência pública rever a metodologia das bandeiras tarifárias e os valores de suas faixas de acionamento. A proposta é que para cada 100 kWh consumidos, a bandeira amarela adicione R$ 1,00 no valor cobrado dos consumidores; bandeira vermelha no patamar 1, R$ 3,00; e vermelha no patamar 2, R$ 5,00. As sugestões para a audiência pública poderão ser enviadas até o dia 11/12/17, porém os valores já estão em vigor desde o início de novembro.

No dia 07/11, a ANEEL lançou uma campanha de consumo consciente em parceria com a Associação Brasileira de Distribuidores de Energia Elétrica (Abradee). Você pode conferir essas dicas no site.