ANEEL aprovou reajuste da Energisa Minas Gerais

22/07/2016

Prime Energy
Research

A Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) aprovou o reajuste tarifário da Energisa Minas Gerais, aumentando suas tarifas, em média, em 2,16%. Essa revisão reposiciona as tarifas cobradas dos consumidores após analisar os custos eficientes e os investimentos prudentes para a prestação dos serviços de distribuição de energia elétrica, em intervalo médio de quatro anos.

Consumidores de alta tensão terão reajuste de 3,86%.

Para os consumidores de baixa tensão, o reajuste será de 1,68%.

O efeito médio da alta tensão refere-se às classes A1 (>= 230 kV), A2 (de 69 a 230 kV), A3 (69 kV) e A4 (de 2,3 a 25 kV). Para a baixa tensão, a média engloba as classes B1 (Residencial e subclasse residencial baixa renda); B2 (Rural (subclasses, como agropecuária, cooperativa de eletrificação rural, indústria rural, serviço público de irrigação rural)); B3 (Industrial, comercial, serviços e outras atividades, poder público, serviço público e consumo próprio) e B4 (Iluminação pública). Os reajustes passaram a vigorar no dia 22/06 e terão um impacto médio de 2,16% para 445 mil de unidades consumidoras em 66 municípios de Minas Gerais e um do Rio de Janeiro.

WhatsApp